Férias 2023: 4 Cascatas Naturais no Algarve

Uma das grandes mais valias do território Algarvio é a sua versatilidade. A herança do território faz promessas de um litoral recortado e de um interior rústico e imaculado. Embora seja maioritariamente conhecido pelas suas praias, no Algarve existem paisagens naturais de água doce que o vão surpreender.

1. Cascata do Barbelote – Monchique

Cascata do Barbelote em MonchiqueCascata do Barbelote em Monchique

A vila de Monchique é a personificação da vida serrana algarvia. A 450 metros de altitude e entre as serras da Foia e Picota, aqui encontra o ponto mais alto do Algarve.

Em Monchique existem 3 quedas de água e a Cascata do Barbelote é a mais conhecida. Considerada por muitos uma das mais belas do país, o acesso pode ser feito de carro ou a pé, a partir da estrada de Vale de Largo-Barbelote. O verde único da serra, contrasta com o fundo cinzento das rochas onde o branco da espuma da água se impõe.

 

2. Queda do Vigário – Alte, Loulé

Queda do Vigário em Alte, LouléQueda do Vigário em Alte, Loulé

Alte já é apontada por muitos como a capital do turismo de interior. A aldeia algarvia tem se mantido fiel à sua traça original característica e encontra-se rodeada de paisagens naturais.

A Queda do Vigário (ou cascata de Alte) nasce na Quinta do Freixo e junta-se em Paderne à ribeira de Algibre, formando a ribeira de Quarteira. São 24 metros de queda de água que desaguam num pequeno e profundo lago. Com estacionamento fácil, junto ao cemitério da aldeia, o acesso faz-se através de uma encosta íngreme mas bem pavimentada. Ao chegar irá deparar-se com um agradável espaço verde e um parque de merendas.

 

3. Pego do Inferno – Tavira

Pego do Inferno em TaviraPego do Inferno em Tavira

As cascatas não se medem aos palmos. Apesar dos seus metros de altura, a queda de água do Pego do Inferno é impressionante. Reza a lenda que o seu nome surgiu depois de uma carroça se ter despenhado nela, sem deixar rasto. O seu lindo lago verde esmeralda convida a mergulhos longe do rebuliço das praias. Por ser selvagem e ter muito pouca intervenção humana, o acesso não é dos mais fáceis e intuitivos. Contudo, o google maps dá uma ajuda. Vista umas roupas confortáveis, estacione num local seguro, ative o GPS e prepare-se para uma aventura ao estilo Indiana Jones!

 

4. Cadoiço – Loulé

Cadoiço em LouléCadoiço em Loulé

A 340 metros de altitude forma-se um pequeno curso de água que passa sob a cidade de Loulé. Este percurso subterrâneo de cerca de um quilómetro, deságua numa extraordinária queda de água.

Apesar de pequena, a cascata da ribeira do cadoiço parece saída de um cenário cinematográfico. É um lugar bonito, envolto em vegetação, ideal para um passeio pela manhã uma vez que se encontra inserida numa zona de património cultural.

Sabia que ao alojar-se connosco pode alugar uma viatura com descontos? Explore os recantos do Algarve com a nossa rede de parceiros!

Subscreva a nossa newsletter

Receba ofertas exclusivas e dicas de viagem na sua caixa de entrada

Não perca pitada